Queda de Cabelo cigarro

Cigarro, queda de cabelo e danos ao couro cabeludo. Saiba a verdade!

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, é uma campanha criada em 1986 que até hoje serve como forma de conscientização, sensibilização e mobilização da população acerca dos danos causados pelo tabagismo. Que prejudica tanto a saúde respiratória quanto o organismo na totalidade.

Os fios de cabelo de quem fuma, costumam ter o aspecto mais “sujo”, tendem a ser mais desidratados, possuem mau odor, precisam de higiene mais intensa, sofrem quando submetidos ao uso de tinturas ou de outros métodos químicos capilares, quebram com mais facilidade e apresentam mais pontas duplas.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) mostram que 10% dos fumantes chegam a reduzir sua expectativa de vida em 20 anos.

Além de todos os problemas que podem ser desenvolvidos, como doenças respiratórias, problemas de pele e câncer. O cigarro também pode prejudicar o couro cabeludo e consequentemente a saúde dos fios.

Cigarro causa queda de cabelo?

Segundo o cosmetólogo Tharik Bonomo, pós-graduado em tricologia e terapia capilar, para manter os fios saudáveis e crescendo adequadamente, o couro cabeludo necessita de oxigenação e nutrição, prejudicadas devido vasoconstrição (diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos) provocada pelo tabagismo. As substâncias tóxicas contidas no cigarro chegam ao couro cabeludo pela corrente sanguínea, gerando um quadro inflamatório que torna a região mais suscetível a sofrer com problemas como, dermatite seborreica (caspa), irritação, quebra dos fios, psoríase e até mesmo queda.

Tharik Bonomo destaca que, a queda de cabelo, no geral, não é unicamente devida ao tabagismo, no entanto, os prejuízos causados podem intensificar os quadros de queda, especialmente os genéticos.

Além da associação entre o cigarro e a queda de cabelo, o tabagismo também em sido associado ao aparecimento precoce de fios brancos e progressão da calvície.

A alopecia androgenética, por exemplo, que têm tendência à calvície por herança hereditária, pode ocorrer a condição antecipada e agravada. Nesses casos, há uma aceleração nos processos de miniaturização dos fios e baixa renovação capilar, levando à calvície característica no topo da cabeça.

“É importante que a queda de cabelo seja avaliada por um especialista, para dessa forma, identificar fatores que possam estar associados, incluindo a influência do tabagismo.” finaliza o tricologista Tharik Bonomo.

Mais Sobre Tharik Bonomo: Atuando na área de beleza há 18 anos, me considero profissionalmente focado e inovador. Como profissional da área da Estética e Cosmetologia tenho como foco o estudo da tricologia, juntamente com os ativos para este fim. Proatividade e persistência também são características presentes. Experiência como Cabeleireiro e Maquiador em Jacques Janine. Gestor, Cabeleireiro e Esteticista em Tharik Bonomo Salon & Estetic. Pós graduação em Tricologia e Terapia Capilar – FACUMINAS - Pós graduação em Biomedicina Estética – FAVENI - Curso Técnico de Cabeleireiro - Centro Técnico Dayana Ribeiro - ES, e não parou os estudos por aí, está no último ano de Bacharelado em Biomedicina

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem